Projetos estruturantes que colocarão a Bahia num novo patamar de atração de negócios estão na mira do governador Rui Costa e são pauta de viagem a Brasília nesta quarta-feira (7). Na embaixada da China, Rui apresentou ao embaixador Li Jinzhang o projeto da Ponte Salvador – Itaparica, do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) do Subúrbio de Salvador, do Porto Sul e a obra da Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol).

A discussão na embaixada permitiu o detalhamento da missão que o governador fez à China, em março deste ano, e a continuidade das negociações. O entendimento comum entre o Governo da Bahia e o Governo Chinês sobre o trajeto da Fiol e seu uso para viabilizar a Ferrovia Bioceânica foi comemorado. Os chineses estudam este investimento, que ligará o Brasil ao Oceano Pacífico, chegando ao Peru. Os dois governos atestam a viabilidade do projeto, sendo então a Fiol e o Porto Sul parte deste canal de ligação e escoamento. "Estamos trabalhando firme para ter a presença chinesa nesses grandes projetos da Bahia. E abertos para sermos parceiros, entrando com investimento dentro de nosso território, retirada do peso tributário para viabilizar a Bioceânica, passando pela Bahia", afirmou Rui.

No encontro, o embaixador Li Jinzhang indagou: "Por que não vamos iniciar agora este projeto?". Em resposta, o governador rapidamente pegou a caneta e afirmou que estava pronto para assinar. O representante da China garantiu que a embaixada está com total atenção à Fiol e garantiu ao governador: "Vou te dar todo apoio neste projeto".

A Fiol tem 70% executados no trecho Ilhéus/Caetité e 10% de Caetité ao Rio São Francisco. Na despedida, o embaixador assinalou que não pode-se esperar muito para ver a obra concluída. O governador concordou, acrescentando: "Meu estilo é trabalhar muito e falar pouco".

A próxima agenda de Rui será com o presidente da República, Michel Temer, ainda na tarde desta quarta (7), quando solicitará rapidez nas definições que cabem ao governo federal para que o investimento chinês chegue logo e a estrada de ferro comece a operar na Bahia, sendo ponto de partida para a Bioceânica.

A comitiva que acompanhou o governador foi formada pelo vice-governador, João Leão, o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, e o coordenador da Representação da Bahia em Brasília, Jonas Paulo.

 

Os candidatos que tiveram suas inscrições homologadas no Processo Seletivo 2017 do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), já podem consultar os locais de prova, através do site da instituição.

A prova acontecerá no dia 11 de dezembro (domingo), das 8h às 12h30. Os portões serão abertos às 7h20 e fechados às 7h50, seguindo o horário local.

Mais informações podem ser obtidas através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou do canal de atendimento on-line.

foto Robson Guedes 

O dia 29 de janeiro marcará o início da temporada 2017 do futebol baiano. Nesta data será iniciado o mais importante campeonato estadual do Norte-Nordeste do país, o Baianão 2017.

A Série A do campeonato será aberta com uma nova fórmula e 11 clubes. Vitória, Bahia, Juazeirense, Fluminense de Feira, Galícia, Jacobina, Flamengo, Jacuipense, Vitória da Conquista, Bahia de Feira e Atlântico disputarão o título.

Na estreia do Jegue da Chapada o time viaja a Salvador para enfrentar o Bahia, no dia 29 de janeiro, às 16h. A primeira partida da equipe dentro de casa será contra a Juazeirense. O Jacobina enfrentará a equipe do Vitória na 9ª rodada, no dia 19 de março de 2017, com transmissão prevista pela TV Bahia.

Confira a tabela completa do campeonato clicando aqui.

Nesta segunda-feira (28), o Governador da Bahia Rui Costa recebeu em seu gabinete 17 prefeitos eleitos no pleito de 2016. Participaram do encontro junto aos prefeitos o Presidente do Partido da República (PR) na Bahia, Deputado Federal José Carlos Araújo e o Deputado Federal João Carlos Bacelar.

O Deputado Federal José Rocha, que integra o PR baiano, está fora do país, motivo que o impossibilitou de participar do encontro.

Durante a reunião, o Governador Rui Costa fez questão de ouvir atentamente às demandas dos prefeitos eleitos, procurando compreender os principais problemas e reivindicações dos seus municípios. Os parlamentares presentes colaboraram substancialmente no debate apontando as áreas que necessitam de maior atenção em cada região.

O encontro serviu ainda para apresentar aos prefeitos eleitos o Secretário de Turismo, José Alves, integrante do Partido da República.

O Governador enfatizou a importância do PR para o Governo baiano. Diante dessa afirmativa, José Carlos Araújo ressaltou que o partido está preparado para ocupar mais espaços na administração estadual.

José Carlos Araújo destacou ainda o crescimento do Partido da República em 2016, conquistado graças à união de forças dos parlamentares e também dos prefeitos, vereadores e demais lideranças políticas que integram a legenda. Para ele, o partido está unido e tem batalhado diariamente para fortalecer ainda mais a aliança com o projeto do Governador.

Nas eleições de outubro, o Partido da República elegeu 19 prefeitos, 21 vice-prefeitos e 213 vereadores.

 

Bahia Notícias

Entre as vítimas do acidente com o avião da Chapecoense no voo que caiu na Colômbia na madrugada desta terça-feira (29) é do interior da Bahia. O volante Sérgio Manoel atuava como volante, e é natural de Xique-Xique. Até agora, autoridades colombianas confirmaram a morte de 76 pessoas, entre jogadores, jornalistas e tripulantes.

Com a meta de auxiliar o Poder Executivo Estadual na elaboração de políticas e estratégias que promovam o desenvolvimento sustentável em todas as regiões da Bahia, o governador Rui Costa empossou, nesta segunda-feira (21), o ex-governador Jaques Wagner no cargo de coordenador executivo do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Codes). Familiares, amigos e lideranças políticas locais, estaduais e federais prestigiaram a cerimônia, realizada no Salão de Atos da Governadoria, em Salvador.

Rui Costa explicou que por meio do ‘Conselhão’, como também é chamado o Codes, qualquer cidadão pode fazer sugestões e avaliar o cotidiano do governo, além de sugerir ações que melhorem a geração de emprego e o desenvolvimento econômico. “Nosso planejamento é que a partir de 2017 o Conselho de Desenvolvimento Econômico possa circular o estado da Bahia, junto com as secretarias de Desenvolvimento [Econômico], Desenvolvimento Rural, Planejamento e Agricultura, para ouvir propostas dos produtores, dos empresários, dos comerciantes e dos estudantes, para que possamos melhorar o desenvolvimento em cada canto da Bahia”.

Formado por 45 representantes de diferentes segmentos sociais, o colegiado que compõe o Codes promove debates sobre assuntos relacionados à dinâmica socioeconômica do estado por meio de diálogo com a sociedade civil e gestores das três esferas de governo. Para Jaques Wagner, os oito anos em que esteve à frente do governo estadual permitiram a ele conhecer as dificuldades e os desafios da Bahia. “O Codes é um espaço privilegiado para que estabeleçamos um diálogo com a sociedade, empresários, trabalhadores e movimentos sociais organizados, para que tenhamos uma visão de futuro do que precisamos para a Bahia”.

Na Secretaria de Planejamento do Estado (Seplan), a articulação do conselho será com a Agenda Territorial da Bahia (AG-TER). Criada para articular ações que estimulem o desenvolvimento nos Territórios de Identidade e a melhoria das condições de vida e de desenvolvimento da população baiana, a AG-TER envolve Secretarias de Estado, iniciativa privada, bancos públicos, órgãos federais, instituições de ensino superior e técnico profissional.

Na opinião do superintendente de planejamento estratégico da Seplan, Raniere Barreto, a capacidade de aglutinação de Jaques Wagner irá ampliar o debate em prol do desenvolvimento econômico e social. “O governador Rui Costa já desenvolve ações no sentido de alavancar o desenvolvimento sustentável na Bahia. Com a chegada do ex-governador Jaques Wagner, pessoa de sensibilidade extrema, que conhece a Bahia como ninguém, por certo, fará com que os municípios e territórios se façam presentes no planejamento de longo prazo da Bahia”. Embora o Codes esteja diretamente vinculado ao gabinete do governador, o cargo não dá foro privilegiado a Jaques Wagner.

Duas novas Bases Avançadas (BAVAN) do GRAER (Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia) estão em construção nos aeroportos de Barreiras e Lençóis. As obras, que são coordenadas e fiscalizadas pela Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra), têm previsão de entrega em dezembro deste ano. Os dois equipamentos vão contribuir para segurança pública da região, através de patrulhas aéreas, além de realizar o transporte aeromédico de enfermos, órgãos humanos e resgate de vítimas.

A construção dos BAVANs, segundo explica o diretor de terminais Denisson Oliveira, é uma parceria entre a Seinfra e Secretaria de Segurança Pública (SSP). “Atualmente existe na Bahia apenas um BAVAN, localizado no aeroporto de Salvador. A Seinfra, em concordância com a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), está cedendo espaços nos aeroportos regionais para a construção dos novos equipamentos”, ressalta o gestor.

Obras regionais

No aeroporto de Barreiras, localizado no oeste baiano, o projeto da base avançada consiste em um hangar para abrigar duas aeronaves, salas de apoio, alojamentos, refeitório e sala de ginástica. Com 90% de obra concluída e investimento de R$ 4,2 milhões através de convênio com a Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (AIBA), por meio do PRODEAGRO.

Com voos para Salvador e Belo Horizonte, o aeroporto de Lençóis, na Chapada Diamantina, vai abrigar a segunda BAVAN em construção. O novo equipamento conta com investimento R$5,6milhões e também está com 90% de obras concluídas. A Base Avançada será importante para realizar buscas, salvamentos, além de ajudar na prevenção e combate a incêndios. “Contar com esta infraestrutura permite que os serviços da SSP cheguem com mais rapidez em diferentes regiões do estado”, afirma Denisson.

 

Política Livre

O professor Paulo Gabriel Nacif, da Universidade Federal do Recôncavo, é hoje a principal aposta da CNB, corrente majoritária do PT na Bahia, liderada entre outros pelo presidente estadual Everaldo Anunciação, para substituir o senador licenciado Walter Pinheiro na secretaria estadual de Educação. Uma segunda opção seria o ex-reitor da UFBA Naomar Almeida. Os nomes terão ainda que passar pelo crivo do governador Rui Costa (PT), mas a pressão pela tomada do posto é grande no PT, especialmente porque o partido já sabe que perderá a Articulação Política, hoje nas mãos do deputado licenciado Josias Gomes. O fato de Pinheiro ter deixado o PT é o que hoje mais fragiliza sua permanência no posto. No último sábado, ao tomar conhecimento de que seu cargo estava sendo cobiçado pela legenda, ele chegou a disparar um telefonema desaforado para Everaldo, que lhe respondeu observando que não tinha condições de impedir um pleito da sigla.

 

Chapada News

Segundo informações colhidas, O tesoureiro do Banco do Brasil, sua esposa e filha foram tomados como reféns na noite de ontem em sua residência por indivíduos armados e levados em um veículo para os arredores da cidade. Durante a madrugada o tesoureiro foi liberado para que retirasse o dinheiro do Banco. O pagamento foi frustrado devido a interferência da Polícia Civil que recebeu informações do ocorrido e também do serviço de segurança do banco do Brasil em Brasília. O banco foi cercado pela polícia para que a notícia de que o pagamento do resgate circulasse. Com isso os reféns foram liberados. 

 

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) adiou a prova do Processo Seletivo 2017 para o dia 11 de dezembro de 2016 (domingo).

Em virtude de algumas ocupações, a nova data atenderá ao tempo hábil necessário para organização de locais alternativos, já que a confirmação de novos locais exige a reorganização dos dispositivos de segurança da prova, cuja folha de resposta contém o código do candidato, com local da prova, identificação da sala e posição do candidato na respectiva sala.

Os candidatos poderão acessar seus locais de prova a partir do dia 2 de dezembro no site do IFBA ou através do próprio sistema de acompanhamento das inscrições.

O IFBA está orientando os participantes pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e pelos telefones (71) 2102-0470/0474.

A previsão de divulgação do resultado é a partir de 23 de janeiro de 2017.

Mais informações: www.jacobina.ifba.edu.br

 

Foto: Sidnei Campos / Folha do Estado

A final da Copa Governador do Estado 2016 terá o Bode e o Jegue frente a frente. Vitória da Conquista e Jacobina decidirão o título da competição após confirmarem suas vagas na final neste domingo (6).

No Lomanto Júnior, o Alviverde voltou a vencer o Jacuipense, desta vez por 3 a 2, e garantiu sua presença na decisão. Já o Jacobina empatou em 3 a 3 com o Fluminense, no José Rocha. No jogo de ida, o Jegue da Chapada venceu por 2 a 1.

O confronto de ida entre Jacobina e Vitória da Conquista acontecerá no dia 13 de novembro. Já o de volta, no dia 20. O campeão poderá escolher entre uma vaga na Série D ou na Copa do Brasil 2017. O vice-campeão ficará com a vaga não escolhida.

 UPB

Final de mandato exige cumprimento de regras legais. A criação de uma equipe de transição nos municípios é importante para demonstrar aos prefeitos eleitos o funcionamento dos órgãos dos municípios


Os prefeitos atuais têm prazo neste mês de novembro para iniciar o processo de transição. A assessora jurídica do TCM/BA, Maria da Conceição Ferreira Castellucci, comentou sobre os procedimentos administrativos para o encerramento de mandato. Para ela, tem sido comum a adoção do que vem sendo chamado de “governo de transição”, isto é, da formação de uma equipe de profissionais composta por representantes dos “atuais governos” e dos “governos futuros”. Este “governo de transição”, normalmente, estará encarregado de passar aos novos dirigentes as mais variadas informações de ordem econômico-financeiras, além de patrimoniais, e que diminuirão, sensivelmente, as atribulações de início de mandato.

Essas providências ficam a cargo dos serviços de Contabilidade e do Controle Interno. Entretanto, os mesmos dependem de informações dos mais variados setores da Administração Pública Municipal para a consecução de seus trabalhos. Justamente por isto, devem articular-se o quanto antes com esses setores para que possam realizar suas tarefas a contento.

Medidas
O período de fim de mandato exige dos gestores municipais a atenção redobrada com algumas medidas que precisam ser adotadas neste momento de transição política. Neste período, os prefeitos municipais e presidentes de câmaras de vereadores deverão adotar medidas relativas à movimentação financeira para cumprimento de metas fiscais e zelar pela transparência pública, assegurando que o sucessor tenha acesso a todas informações inerentes à administração. O descumprimento pode representar violação a normas como a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e Lei Eleitoral, sendo motivo para desaprovação de contas, com aplicação de multa, e enquadramento na Lei de Improbidade Administrativa.

A legislação indica que os atuais prefeitos adotem mecanismos para preservar o patrimônio público, evitando que o sucessor encontre dificuldades para ter acesso a documentos. O atual prefeito deve manter os registros contábeis atualizados e íntegros, controlar os gastos com pessoal, respeitar a ordem cronológica de pagamento aos fornecedores e prestadores de serviços, reconduzir a dívida pública nos limites legais, manter atualizadas as prestações de contas e apresentá-las nos prazos legais, além de manter em dia o pagamento das obrigações assumidas.

Prazo
Ações que se tornam grandes desafios em tempos de crise financeira e atrasos no repasse de recursos para o fechamento das contas. Ainda assim os órgãos de controle alertam que os prefeitos devem resguardar a utilização dos recursos previdenciários em absoluta observância à legislação previdenciária, respeitando o prazo para os repasses das consignações relativas à previdência e empréstimos bancários e respeitar os prazos para pagamento das obrigações patronais.

Entre outras responsabilidades, os atuais prefeitos também não devem iniciar novos projetos sem atendimento àqueles em andamento e contempladas as despesas de conservação do patrimônio público, não poderão realizar operações de crédito por antecipação de receita orçamentária e limitar a inscrição de despesa que possam resultar em restos a pagar.

No mês de dezembro, o último do mandato, não pode ser empenhado mais do que o duodécimo da despesa prevista no orçamento vigente, assim como são nulos os empenhos e atos praticados em desacordo com a legislação, acarretando a responsabilização do prefeito em caso de desobediência.

Na manhã desta terça-feira (dia 1º), o secretário estadual de Turismo, José Alves e o superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado, receberam o certificado da pesquisa Datafolha que revelou a Bahia como um dos destinos preferidos dos paulistanos das classes A e B. A certificação foi entregue pelo representante do Grupo Folha na Bahia, Alfredo Motta, em ato realizado na Secretaria de Comunicação do Estado.

A pesquisa realizada para a revista Viaja São Paulo, pertencente ao Grupo Folha, indicou que a Bahia, ao lado do Rio de Janeiro, desponta como o estado brasileiro de destino turístico preferido da maior parte dos 827 paulistanos consultados, com 12% e 14%, respectivamente.
Porto Seguro, na Costa do Descobrimento, é o local preferido entre os jovens, com suas belas praias, agito constante. Sete por centro dos entrevistados nessa faixa etária escolheram a cidade do extremo baiano. Outra preferida dos paulistanos solteiros é o Rio de Janeiro, que marcou apenas um ponto a mais que a cidade baiana.

Entre os aeroportos nordestinos favoritos dos paulistanos, o de Salvador só perde para o de Recife, e assim mesmo por apenas um ponto percentual. Os atrativos, de acordo com a pesquisa, são o túnel de bambuzais que se forma na entrada do aeroporto, a tranquilidade no embarque e desembarque, e, surpreendendo os paulistanos, segundo a revista Viaja Folha, o mix de lojas que oferecem artigos e artesanato da cultura local.

No aeroporto de Salvador se destaca, para os visitantes, o tabuleiro da baiana do Acarajé. O comparativo dos três aeroportos nordestinos apontados como os favoritos na pesquisa – Recife, Salvador e Fortaleza – coloca o aeroporto baiano na frente dos demais em todos os quesitos relacionados pela revista paulista: número de passageiros que passaram pelo equipamento de janeiro a julho deste ano; número de lojas; extensão da pista principal (empata com o de Recife) e dimensão do terminal de passageiros.

O levantamento do Datafolha consultou paulistanos que viajaram para outros estados do País, nos 12 meses anteriores à pesquisa.

 

Até o próximo sábado (5), a capital baiana sedia um dos mais importantes eventos da área odontológica do País. Trata-se do XVIII Congresso Internacional de Odontologia da Bahia (Cioba), aberto nesta quarta-feira (2), na Arena Fonte Nova. Mais de quatro mil profissionais estão inscritos.

A cerimônia de abertura dos trabalhos aconteceu nesta manhã, com as presenças dos secretários José Alves (Turismo) e Fábio Vilas-Boas (Saúde). Ambos destacaram a importância do evento sob os aspectos científico e tecnológico, que contribuem decisivamente para o avanço do conhecimento.

Recepcionado pela presidente da Associação Brasileira de Odontologia - Bahia, Maria Angélica Behrens, o secretário José Alves saudou, ainda, a relevante presença de 380 palestrantes, dos quais 52 vieram de outros países para participar do congresso na capital baiana. Cerca de 140 empresas do setor odontológico também vieram para expor seus produtos e intensificar os negócios.

Aos jornalistas, José Alves enfatizou o fato de a presença dos visitantes incrementar os serviços na cadeia turística do turismo. “Temos aqui mais de quatro mil pessoas hospedadas na rede hoteleira, interessadas em conhecer a nossa gastronomia e utilizando diversos serviços, como o transporte, entre outros”.

Para atender aos congressistas, existe na Arena Fonte Nova uma tenda de 2,8 mil metros quadrados que abrigar a feira de produtos odontológicos; 17 salas para cursos e palestras e praça de alimentação. A programação do congresso inclui cursos, imersões e 110 conferências.

 

G1 Bahia

Um grupo de criminosos explodiu caixas eletrônicos e o cofre da agência do Banco do Brasil, na madrugada desta quarta-feira (2), na cidade de Iraquara, na Chapada Diamantina. De acordo com a Polícia Civil, os bandidos atiraram para cima e bloquearam as entradas da cidade para facilitar a ação criminosa. Ninguém ficou ferido. O crime ocorreu por volta das 2h da madrugada e durou cerca de meia hora. A polícia não soube informar quantos homens participaram da ação. A agência ficou destruída após a explosão. Os criminosos fugiram. 

 

O governador Rui Costa recebeu em audiência, na sexta-feira (21), os prefeitos eleitos do Partido Trabalhista Nacional (PTN), que foram convidados pelo presidente estadual da legenda, deputado federal Bacelar, em encontro articulado pelo secretário Josias Gomes, titular da Secretaria de Relações Institucionais (Serin) da Bahia. A reunião contou, ainda, com as presenças dos deputados estaduais Alex Lima e Jânio Natal, prefeito eleito de Belmonte.

O encontro foi o primeiro de vários do governador com os prefeitos eleitos de partidos que compõem a base aliada do governo do Estado. Essas reuniões visam articular a aproximação com os prefeitos eleitos para mostrar unidade com vistas administrativas e políticas.

“Foi uma reunião de trabalho muito produtiva. Os prefeitos ficaram impressionados com o nível de conhecimento do governador sobre os problemas das regiões da Bahia. Os prefeitos agradeceram a ele por atendê-los. O governador também deu orientações sobre a forma correta de se administrar máquina pública. Isso faz fortalecer no PTN a satisfação com a administração Rui Costa e por nós pertencermos à base aliada do governador”, declarou o presidente do PTN na Bahia.

Dos 7 prefeitos eleitos pelo PTN, estiveram presentes 6: Milton Silva Cerqueira (Almadina), eleito com 56,27% dos votos válidos, Jânio Natal Andrade Borges (Belmonte), eleito com 40,42% dos votos, Mariane Mercuri de Santana Almeida (Cardeal da Silva), eleita com 59,56% dos votos.

Ainda participaram Rogério “Aldinho” Serafim Vieira de Sousa (Serra Preta), eleito com 50,60% dos votos, André Luiz Sampaio Cardoso (Souto Soares), eleito com 58,96% dos votos, e Luedson Soares Santos (Tanquinho), eleito com 65,09% dos votos. O único ausente, por motivo de saúde, foi José Suly Fagundes Netto (Igaporã), eleito com 51,84% dos votos.

“O governo se colocou a disposição para ajudar na administração dos municípios. Chegou até dar conselhos aos prefeitos eleitos”, destacou o deputado estadual Alex Lima.

O deputado Bacelar comentou o resultado do PTN na eleição para prefeito no interior do Estado, onde a legenda conquistou sete prefeituras. “O nosso partido teve um bom resultado, tanto na capital como no interior, em um momento de transformação no processo eleitoral”, pontuou.

A Secretaria da Agricultura do Estado (Seagri) vem a público posicionar-se favoravelmente à prática esportiva da vaquejada, atividade secular inerente as tradições culturais da pecuária do Brasil, e de alto valor econômico para o Estado. A equideocultura é a segunda atividade econômica da pecuária nacional, e a Bahia possui o 1º plantel de equídeos nacional (Equinos, Muares e Asininos), o que contribui significativamente para a economia regional do setor agropecuário, responsável pela geração de milhares de postos de trabalho.

Segundo estimativas da Associação Baiana de Vaquejada, atualmente são realizados mais de quatro mil eventos em nosso estado, movimentando R$ 800 milhões por ano, e gerando cerca de 720 mil empregos, sendo 120 mil diretos e 600 mil indiretos. Como modalidade esportiva, a vaquejada se disseminou para outras regiões do território nacional, e hoje é uma atividade de grande importância na equideocultura do nordeste e do Brasil, tendo em vista a sua contribuição para o incremento e desenvolvimento de cavalos atletas, da medicina veterinária esportiva, da clínica, da reprodução, do diagnóstico de imagem e da doma racional.

Regulamentada e fiscalizada por entidades públicas e instituições de classe, evoluiu ao longo dos anos e vêm se adequando as novas regulamentações de bem-estar animal, desde o transporte dos bovinos e equinos, até a sua utilização nos treinamentos e eventos, com o acompanhamento por profissionais capacitados, que trabalham no desenvolvimento do esporte em todo Brasil, promovendo a sanidade, o diagnóstico clínico e reprodutivo, bem como a implementação de medidas que garantam o bem estar dos animais.

Na Bahia, a vaquejada é regulamentada pela lei 13.454/15, como prática desportiva e cultural, que institui normas de proteção, sanidade e combate aos maus tratos, e regras para o transporte dos animais, além de outros aspectos, a exemplo da obrigatoriedade do uso de acessórios e equipamentos de segurança por parte dos competidores; assistência médica veterinária para os bovinos e equinos; instalações adequadas para recepção e descanso dos animais, com disponibilidade de água e comida de qualidade, e pistas adequadas à prática do esporte, com o objetivo de para evitar possíveis lesões, como em qualquer outro evento esportivo.

 

O governador Rui Costa recebeu em audiência, na segunda-feira (24), os prefeitos eleitos do Partido Socialista Brasileiro (PSB), que foram convidados pela presidente estadual da legenda, senadora Lídice da Mata, em encontro articulado pelo secretário Josias Gomes, titular da Secretaria de Relações Institucionais (Serin) da Bahia. A reunião contou, ainda, com as presenças dos deputados estaduais Marquinho Viana e Fabíola Mansur, e de Alisson Gonçalves, chefe de gabinete do deputado federal Bebeto Galvão.

“Os prefeitos saíram satisfeitos da reunião. Foi um bom encontro, onde falamos de trabalho e sobre as demandas regionais. O governador foi bastante atencioso e prometeu ser um parceiro de cada um dos nossos prefeitos”, resumiu a senadora e presidente estadual do PSB, Lídice da Mata.

“No encontro com o governador apresentamos nossos prefeitos eleitos e reeleitos e destacamos os temas fundamentais para as administrações socialistas. Agora, vamos estabelecer as prioridades dos municípios para um trabalho em parceria com o Governo do Estado a partir de janeiro do próximo ano”, complementou a senadora Lídice da Mata.

A deputada estadual Fabíola Mansur enfatizou a importância dos gestores montarem uma equipe de transição qualificada. “O prefeito se elege para gerir bem a cidade. Temos que aprimorar continuamente o desempenho para conseguir uma boa gestão”, destacou a parlamentar.

Na reunião com o governador estiveram presentes 20 prefeitos eleitos pelo PSB: Marco Aurélio Costa (Itaquara), Elmo Vaz Matos (Irecê), José Adriano da Silva (Mundo Novo), Eduardo Vasconcelos (Brumado), João Lúcio Carneiro (Andaraí - PSD), Jairo Magalhães (Guanambi), Carlos “Carlito de Libório” Portela (Oliveira dos Brejinhos), Luiz Sérgio “Sérgio da Gameleira” Almeida (Jequié), Aurelino “Lero” Cunha Neto (Firmino Alves), Leandro “Léo” Santos (Igrapiúna), Aldo Gondim (Caetité), Luciano “da Farmácia” Silva (Boquira), Klédson “Binho de Mota” Mota (Laje), Ricardo Mascarenhas (Itaberaba), Luiz “Professor Léo” de Souza (Barra do Rocha), Gilberto Brito (Paramirim), Wilker Torres (Casa Nova), vice-prefeito Givaldo de Souza, representando o prefeito Fredson Souza (Mulungu do Morro), e Sueli “Suka” Carvalho (Ubaitaba).

O PSB da Bahia realizou, na manhã desta segunda-feira (24), no Plenarinho da Assembleia Legislativa da Bahia, um encontro com os prefeitos eleitos pela legenda para discutir temas fundamentais para as administrações socialistas, como orçamento, infraestrutura, saúde, educação, agricultura e desenvolvimento regional, planejamento estratégico e aspectos jurídicos. No último dia 2 de outubro, o PSB elegeu 21 prefeitos, dos quais 16 estiveram presentes no encontro representando as cidades de Itaquara, Irecê, Mundo Novo, Brumado, Guanambi, Oliveira dos Brejinhos, Jequié, Firmino Alves, Igrapiúna, Caetité, Boquira, Laje, Itaberaba, Barra do Rocha, Paramirim e Casa Nova.

A presidente estadual do PSB, senadora Lídice da Mata, destacou que a vitória do partido nas eleições 2016 foi significativa e classificou o embate como “a vitória do liso, que é a vitória dos que não tem dinheiro, mas mesmo assim fomos e ganhamos”. A líder socialista também reforçou que os novos prefeitos e os prefeitos reeleitos precisam imprimir uma marca as suas administrações, a exemplo da Escola em Tempo Integral, que é uma bandeira do PSB Nacional potencializada na gestão de Eduardo Campos como governador de Pernambuco que, durante sua gestão, construiu 300 escolas nesta modalidade naquele estado. Na Bahia, a presidente do PSB destacou os municípios de Andaraí e Brumado como cases de sucesso a serem seguidos pelos futuros gestores nesta temática.

Na visão do secretário-geral da legenda, Domingos Leonelli, o desempenho do PSB nesta eleição foi melhor do que da eleição passada, pois apesar de o número de prefeituras ter diminuído o PSB terá presença em grandes cidades, como Jequié, Brumado, Guanambi e Irecê, o que representa, ao todo, um contingente populacional de mais de 800 mil pessoas.

A deputada estadual Fabíola Mansur enfatizou a importância dos gestores montarem uma equipe de transição qualificada e citou que “o prefeito se elege para gerir bem a cidade. Onde a gente não tem dinheiro, temos que ter uma boa gestão”, frisou.

 

No domingo, 2 de outubro, foi realizada as Eleições Municipais 2016 para definir os prefeitos e vereadores para os próximos quatro anos. Na Bahia, a maioria dos municípios já têm a definição dos seus novos prefeitos. A eleição em Vitória da Conquista, foi indo para o segundo turno. Herzem Gusmão (PMDB) obteve 47,82% dos votos válidos, contra 31,69% do candidato Zé Raimundo (PT).

O critério definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que haja segundo turno é que o município tenha pelo menos 200 mil eleitores. Na Bahia, apenas 3 municípios atendem ao critério: Vitória da Conquista, Feira de Santana e Salvador.

No estado o partido que elegeu o maior número de prefeitos foi o PSD com 82 candidatos eleitos, seguido pelo PP (55), PMDB (47), PT (39) e DEM (35).

Abaíra: Diga (PTB) – 51,30%
Abaré: Fernando Tolentino (PT) – 51,08%
Acajutiba: Alex Freitas (PMDB) – 52,27%
Adustina: Paulo Sérgio (PSL) – 51,86%
Águia Fria: Manoel Potinho (DEM) – 51,13%
Aiquara: Joaquim Neto (DEM) – 34,25%
Alagoinhas: Joaquim Neto (DEM) – 34,15%
Alcobaça: Leo Brito (PSD) – 67,83%
Almadina: Milton Cerqueira (PTN) – 56,27%
Amargosa: Julio Pinheiro (PT) – 55,53%
Amélia Rodrigues: Paulo Falcão (PRB) – 36,85%
América Dourada: Rose (PSD) – 50,97%
Anagé: Dra. Elen Zite (PDT) – 94,27%
Andaraí: João Lucio (PSD) – 56,07%
Andorinha: Renatinho (PP) – 74,76%
Angical: Gilsão (DEM) – 39,05%
Anguera: Fernando (PT) – 59,27%
Antas: Sidonio Nilo (PSL) – 53,06%
Antônio Cardoso: Toinho Santiago (PT) – 64,17%
Antônio Gonçalves: Roberto (PMDB) – 53,35%
Aporá: Ivonei (DEM) – 56,20%
Apuarema: Raival (PP) – 54,01%
Araçás: Gracinha (PT) – 43,78%
Aracatu: Sérgio (PSD) – 50,49%
Araci: Silva Neto (PDT) – 83%
Aramari: Fidel (PMDB) – 52,34%
Arataca: Katiana de Agenor (PP) – 50,46%
Aratuípe: Sinho (PMDB) – 55,15%
Aurelino Leal: Liu Andrade (PP) – 67,51%
Baianópolis: Jandira Xavier (PSD) – 58,27%
Baixa Grande: Heraldo (PMDB) – 51,81%
Banzaê: Jailma (PT) – 54,30%
Barra: Deonísio (PSDB) – 33,41%
Barra da Estiva: João de Didi (PTB) – 56,20%
Barra do Choça: Adiodato (PSDB) – 51,29%
Barra do Mendes: Galego (PMDB) – 68,99%
Barra do Rocha: Professor Léo (PSB) – 52,82%
Barreiras: Zito Barbosa (DEM) – 49,67%
Barro Alto: Orlando (PMDB) – 58,69%
Barro Preto: Ana Paula (PMDB) – 52,62%
Barrocas: Jai de Barrocas (PMDB) – 52,02%
Belmonte: Janio Natal (PTN) – 40,42%
Belo Campo: Quinho (PSD) – 53,32%
Biritinga: Celsa da Sucam (PDT) – 64,99%
Boa Nova: Adonias Rocha (DEM) – 51,48%
Boa Vista do Tupim: Dinho (PSDB) – 59,67%
Bom Jesus da Lapa: Eures Ribeiro (PSD) – 78%
Bom Jesus da Serra: Gazzo (PSD) – 53,84%
Boninal: Aurélio (PTB) – 44,45%
Bonito: Reinan de Lourinho (PSD) – 50,71%
Boquira: Luciano da Farmácia (PSB) – 62,91%
Botuporã: Tavim (DEM) – 50,26%
Brejões: Sandro de Juca (REDE) – 50,22%
Brejolândia: Mazim (PR) – 50,39%
Brotas de Macaúbas: Junior (PT) – 52,78%
Brumado: Eduardo Vasconcelos (PSB) – 69,17%
Buerarema: Vinícius de Orlando Filho (PSDB) – 58,60%
Buritirama: Dedê (PP) – 51,39%
Caatiba: Tânia Ribeira (PR) – 52,42%
Cabaceiras do Paraguaçu: Abel (PTB) – 50,04%
Cachoeira: Tato (PSDB) – 62,60%
Caculé: Beto Maradona (DEM) – 50,44%
Caem: Gilberto Matos (PMDB) – 51,37%
Caetanos: Paulo de Reis (PCdoB) – 64,74%
Caetité: Aldo Gondim (PSB) – 45,53%
Cafarnaum: Sueli (PR) – 50,12%
Cairu: Fernando Brito (PSD) – 51,44%
Caldeirão Grande: Candinho (PDT) – 50,83%
Camacã: Oziel da Ambulância (PSD) – 42,02%
Camaçari: Elinaldo (DEM) – 60,92%
Camamu: Luizinho (PSB) – 79,98%
Campo Alegre de Lourdes: Dr. Enilson (PCdoB)
Campo Formoso: Rose Menezes (PSD) – 52,23%
Canápolis: Myriam (PR) – 62,46%
Canarana: Zeni (PR) – 48,87%
Canavieiras: Dr. Almeida (PPS) – 36,87%
Candeal: Everton Cerqueira (DEM) – 57,10%
Candeias: Dr. Pitágoras (PP) – 52,18%
Candiba: Jarbas (PSD) – 61,98%
Cândido Sales: Lôra Pontes (PRP) – 54,52%
Cansanção: Paulinho (PR) – 51,40%
Canudos: Geo (PSD) – 50,06%
Capela do Alto Alegre: Dr. Nei (PCdoB) – 55,17%
Capim Grosso: Dra. Lydia (PSD) – 54,16%
Caraíbas: Jones (PSD) – 52,94%
Caravelas: Sílvio (PMDB) – 63,95%
Cardeal da Silva: Mariane (PTN) – 59,56%
Carinhanha: Piau (PDT) – 51,99%
Casa Nova: Wilker do Posto (PSB) – 53,90%
Castro Alves: Thiancle (PSDB) – 58,06%
Catolândia: Pimentel (PT) – 51,86%
Catu: Gera (PT) – 55,26%
Caturama: Dr. Paulo (PSD) – 52,24%
Central: Monteiro (PSD) – 55,90%
Chorrochó: Humberto (PP) – 53,57%
Cícero Dantas: Dr. Ricardo (PP) – 54,31%
Cipó: Dr. Abel Araújo (PT) – 49,24%
Coaraci: Jadson Albano (DEM) – 55,48%
Cocos: Dr. Marcelo (PR) – 50,13%
Conceição da Feira: Pompílio (PSD) – 50,78%
Conceição do Almeida: Ito de Bêga (PSD) – 68,59%
Conceição do Coité: Assis (PT) – 53,06%
Conceição de Jacuípe: Normélia Correia (PRB) – 87,12%87,12%
Conde: Dudu Vieira (PMDB) – 66,78%
Condeúba: Silvan Baleeiro (PMDB) – 52,02%
Contendas do Sicorá: Didi (PR) – 54,73%
Coração de Maria: Paim da Farmácia (PT) – 54,20%
Cordeiros: Delci (PSD) – 55,79%
Coribe: Manuel Rocha (PR) – 71,87%
Coronel João Sá: Carilhos Sobral (PMDB) – 50,26%
Correntina: Ezequiel Barbosa (PSDB) – 100%
Cotegipe: Márcia Sá Teles (PP) – 52,46%
Cravolândia: Ivete (PSD) – 67,20%
Crisópolis: Edinal Costa (PSC) – 94,75%
Cristópolis: Gilson da Farmácia (PSD) – 52,24%
Cruz das Almas: Orlandinho (PT) – 49,03%
Curaçá: Pedro Oliveira (PSC) – 61,57%
Dário Meira: William De Alemão (PSDB) – 50,90%
Dias D’ávila: Jussara (PT) – 45,46%
Dom Brasílio: Roberval Galego (PR) – 60,03%
Dom Macedo Costa: Guito da Saúde (PT) – 56,85%
Elísio Medrado: Robson (PSD) – 54,66%
Encruzilhada: Dr. Lei (PMDB) – 43,52%
Entre Rios: Elizio Simões (PDT) – 42,90%
Érico Cardoso: Dr. Erico (PSD) – 56,69%
Esplanada: Franco de Aldemir (PRB) – 50,85%
Euclides da Cunha: Dr. Luciano (PDT) – 51,90%
Eunápolis: Roberio Oliveira (PSD) – 46,13%
Fátima: Sorria (PP) – 51,11%
Feira da Mata: Cidim (PPS) – 50,36%
Feira de Santana: José Ronaldo (DEM) – 71,12%
Filadélfia: Louro Maia (DEM) – 43,78%
Firmino Alves: Lero Cunha (PSB) – 51,73%
Floresta Azul: Gicelia de Garrafão (PSB) – 47,30%
Formosa do Rio Preto: Dr. Termosires (PRB) – 59,14%
Gandu: Leo de Neco (PP) – 50,21%
Gavião: Raulzinho (PSD) – 63,65%
Gentio de Ouro: Roberio (PDT) – 51,72%
Glória: David Cavalcanti (PP) – 53,29%
Gongogi: Kaçulo (PR) – 59,05%
Governador Mangabeira: Marcelo (PP) – 60,95%
Guajeru: Gil Rocha (PDT) – 55,74%
Guanambi: Jairo Magalhães (PSB) – 50,85%
Guaratinga: Dr. Christine (PSD) – 66,33%
Heliópolis: Ildinho (PSL) – 50,91%
Iaçu: Adelson Oliveira (PPS) – 43,13%
Ibiassucê: Adauto Prates (PSDB) – 59,60%
Ibicaraí: Lula Brandão (PSDB) – 40,81%
Ibicoara: Haroldo (PTB) – 36,46%
Ibicuí: Marcos (PSD) – 60,71%
Ibipeba: Demóstenes (PSL) – 53,89%
Ibipitanga: Edypan (PDT) – 57,44%
Ibiquera: Dr. Ivan (PMDB) – 58,40%
Ibirapitanga: Dr. Ravan (PSD) – 51,75%
Ibirapuã: Calixto (PP) – 56,04%
Ibirataia: Ana Cleia (PSD) – 51,90%
Ibitiara: Beto (PT) – 51,26%
Ibititá: Cafu (PSD) – 54,09%
Ibotirama: Terence Lessa (PT) – 51,16%
Ichu: Carlos Santiago (PHS) – 54,39%
Igaporã: Suly (PTN) – 51,84%
Igrapiúna: Léo (PSB) – 69,48%
Iguaí: Rony Moitinho (PSD) – 53,58%
Ilhéus: Dr. Mário Alexandre (PSD) – 41,83%
Inhambupe: Nena (PPS) – 55,67%
Ipecaetá: Sueder Silva (PMDB) – 52,03%
Ipiaú: Maria (PP) – 57,79%
Ipirá: Marcelo Brandão (DEM) – 52,41%
Ipupiara: Ascir Leite (PP) – 56,17%
Irajuba: Jerinho (PSD) – 48,64%
Iramaia: Professora Bete (PC do B) – 100%
Iraquara: Freitas (PSB) – 100%
Irará: Juscelino (DEM) – 51,57%
Irecê: Elmo Vaz (PSB) – 51,13%
Itabela: Luciano Francisqueto (PRB) – 37,02%
Itaberaba: Ricardo Mascarenhas (PSB) – 55,44%
Itabuna: Dr. Mangueira (PDT) – 26,41%
Itacaré: Antônio de Anízio (PT) – 38,87%
Itaeté: Valdes Brito (PT) – 48,40%
Itagi: Dr. Olival (PPS) – 55,33%
Itagibá: Gilson Fonseca (DEM) – 51,41%
Itagimirim: Devanir (PMDB) – 61,38%
Itaguaçu da Bahia: Ivan (PSD) – 57,91%
Itaju do Colônia: Djalma (PSDB) – 56,82%
Itajuípe: Marcone Amaral (PSD) – 52,51%
Itamaraju: Dr. Marcelo (PSDB) – 46,42%
Itamari: Paloma (PSL) – 52,73%
Itambé: Eduardo Gama (PMDB) – 52,33%
Itanagra: Dania (PSL) – 46,30%
Itanhém: Zulma Pinheiro (PMDB) – 52,45%
Itaparica: Prof. Marylda (PDT) – 66,54%
Itapé: Naeliton (PP) – 52,11%
Itapebi: Peba (PP) – 57,04%
Itapetinga: Rodrigo Hagge (PMDB) – 55,96%
Itapicuru: Magno (PSD) – 51,83%
Itapitanga: Dernival (PSB) – 50,59%
Itaquara: Marco de Dr. Geo (PSB) – 50,36%
Itarantim: Paulo Construção (DEM) – 51,30%
Itatim: Tingão (PSD) – 72,54%
Itiruçu: Lorenna Di Gregório (PRB) – 63%
Itiubá: Cecília (PC do B) – 54,68%
Itororó: Doutor Adauto (PSDB) – 60,93%
Ituaçu: Adalberto Luz (PTB) – 100%
Ituberá: Iramar (PMDB) – 43,86%
Iuiu: Reinaldo Góes (PSD) – 60,52%
Jaborandi: Assuero (PSDB) – 60,28%
Jacaraci: Antonio Carlos (PSD) – 60,54%
Jacobina: Luciano da Locar (DEM) – 37,63%
Jaguaquara: Juliano (PP) – 56,19%
Jaguarari: Everton Rocha (PSDB) – 52,48%
Jaguaripe: Hunaldo (PSD) – 71,12%
Jandaíra: Adilson Leite (PMDB) – 52,80%
Jequié: Sérgio da Gameleira (PSB) – 44,50%
Jeremoabo: Deri do Paloma (PP) – 97,69%
Jiquiriçá: Cascalho (PRP) – 50,83%
Jitaúna: Patrick Lopes (PD) – 67,22%
João Dourado: Dr. Celso (PT) – 52,33%
Juazeiro: Paulo Bonfim (PCdoB) – 40,29%
Jucuruçu: Uberlândia (PSD) – 38,51%
Jussara: Hailton Dias (PSD) – 50,80%
Jussari: Antonio Valete (PSD) – 47,61%
Jussiape: Dr. Éder (PMDB) – 78,11%
Lafaiete Coutinho: João Véi (PP) – 74,83%
Lagoa Real: Pedro Cardoso (PMDB) – 53,23%
Laje: Binho da Mota (PSB) – 46,56%
Lajedão: Betão (DEM) – 50,98%
Lajedo do Tabocal: Mariane Fagundes (PSD) – 43,73%
Lajedinho: Marcos Mota (PSD) – 73,64%
Lamarão: Dival de Memel (PT) – 60,20%
Lapão: Ricardo Rodrigues (PSD) – 52,88%
Lauro de Freitas: Moema Gramacho (PT) – 52,39%
Lençóis: Vanessa Senna (PSD) – 73,39%
Licínio de Almeida: Dr. Fred (PCdoB) 51,81%
Livramento de Nossa Senhora: Ricardinho (Rede) – 55,31%
Luis Eduardo Magalhães: Oziel Oliveira (PDT) – 51,54%
Macajuba: Mary (PMDB) – 50,87%
Macarani: Dr. Miller (PMDB) – 56,53%
Macaúbas: Amelinho (PT) – 61,26%
Macururé: Everaldo (PSL) – 50,68%
Madre de Deus: Jeferson Andrade (DEM) – 47,82%
Maetinga: Edcarlos (PT) – 52,01%
Maiquinique: Jesulino Porto (DEM) – 50,98%
Mairi: Jobope (PT) – 58,65%
Malhada: Dezin (PMDB) – 50,22%
Malhada de Pedras: Terezinha (PP) – 57,93%
Manoel Vitorino: Heleno Vilar (PSD) – 55,42%
Mansidão: Ney (PP) – 63,19%
Maracás: Soya (PDT) – 54,56%
Maragogipe: Vera da Saúde (PR) – 55,34%
Maraú: Gracinha (PP) – 53,06%
Marcionílio Souza: Adenilton (PTB) – 100%
Mascote: Arnaldo Lopes (PRB) – 41,92%
Mata de São João: Marcelo Oliveira (PSDB) – 46,10%
Matina: Juscelio (PP) – 50,07%
Medeiros Neto: Dr. Jadina (PPS) – 56,94%
Miguel Calmon: Cacá (PT) – 56,39%
Milagres: Cézar de Adério (PP) – 57,12%
Mirangaba: Adilson do Banco (PMDB) – 54,63%
Mirante: Lúcio Meira (PT) – 54,10%
Monte Santo: Vando (PSC) – 40,93%
Morpará: Lelei (PT) – 53,44%
Morro do Chapéu: Léo Dourado (PR) – 53,82%
Mortugaba: Cássia (PDT) – 53,85%
Mucugê: Manoel Luiz (PSD) – 60,15%
Mucuri: Dr. Carlos (PDT) – 61,81%
Mulungu do Morro: Fredson (PDB) – 63,22%
Mundo Novo: Dr. Adriano (PSB) – 51,59%
Muniz Ferreira: Wellington (PSD) – 54,93%
Muquém do São Francisco: Márcio Mariano (PP) – 50,79%
Muritiba: Danilo de Babao (PRB) – 50,38%
Mutuípe: Digão (PMDB) – 55,59%
Nazaré: Eunice (DEM) – 47,14%
Nilo Peçanha: Carlos Azevedo (PP) – 56,75%
Nordestina: Dr. Erivaldo (PSL) – 58,36%
Nova Canaã: Dr. Marival (PMDB) – 64,71%
Nova Fátima: Adriano (PP) – 50,95%
Nova Ibiá: Murilo (PSL) – 64,59%
Nova Itarana: Danilo de Zeu (PSD) – 58,78%
Nova Redenção: Guilma (PT) – 59,65%
Nova Soure: Cassinho (PSC) – 60,35%
Nova Viçosa: Manoelzinho da Madeira (DEM) – 50,90%
Novo Horizonte: Djalma (PP) – 60,78%
Novo Triunfo: Batistinha (PP) – 66,55%
Olindina: Vanderlei (PP) – 48,28%
Oliveira de Brejinhos: Carlito de Libório (PSB) – 51,68%
Ouriçangas: Tonho de Fiito (PSL) – 54,45%
Ourolândia: João Dantas (PMDB) – 53,90%
Palmas de Monte Alto: Manoel Rubens (PSD) – 55,92%
Palmeiras: Ricardo (PSD) – 50,69%
Paramirim: Gilberto Brito (PSB) – 51,89%
Paratinga: Marcel Carneiro (PT) – 53,55%
Paripiranga: Justino Neto (PV) – 47,13%
Pau Brasil: Babi de Prado (PSD) – 46,35%
Paulo Afonso: Luiz de Deus (PSD) – 43,29%
Pé de Serra: Antônio Joilson (DEM) – 55,67%
Pedrão: Sosthenes da Saúde (PSD) – 38,29%
Pedro Alexandre: Pedro Gomes (PSD) – 36,30%
Piatã: Ed (PTB) – 55,04%
Pilão Arcado: Afonso (PP) – 44,38%
Pindaí: Naná (PP) – 51,45%
Pindobaçu: Helio Palmeira (PMDB) – 54,18%
Pintadas: Batista da Farmácia (DEM) – 50,95%
Piraí do Norte: Val de Diva (PR) – 53,16%
Piripá: Flávio (PTB) – 50,39%
Piritiba: Samuel (PP) – 53,09%
Planaltino: Zeca Braga (PSD) – 50,72%
Planalto: Dico (PP) – 55,70%
Poções: Léo (PTB) – 49,64%
Pojuca: Duda Leite (PSDB) – 43,44%
Ponto Novo: Tiago Venâncio (PMDB) – 51,64%
Porto Seguro: Cláudia Oliveira (PSD) – 47,21%
Potiraguá: Jorge Cheles (PMDB) – 70,08%
Prado: Mayra Brito (PP) – 49,23%
Presidente Dutra: Silvão (PMDB) – 54,58%
Presidente Jânio Quadros: Leo Gamba (PSD) – 55,89%
Presidente Tancredo Neves: Toin do Bó (PMDB) – 63,03%
Queimadas: André Andrade (PT) – 54,03%
Quijingue: Nininho Gois (PR) – 63,47%
Quixabeira: Reginaldo (PMDB) – 51,08%
Rafael Jambeiro: Nalvinho (DEM) – 51,60%
Remanso: Zé Filho (PSD) – 51,51%
Retirolândia: Vonte do Merim (PSC) – 53,52%
Riachão das Neves: Miguel Crisostomo (DEM) – 59,29%
Riachão do Jacuípe: Zé Filho (PSD) – 34,59%
Riacho de Santana: Alan Vieira (PSD) – P50,41%
Ribeira do Amparo: Germano Santana (PT) – 63,98%
Ribeira do Pombal: Ricardo Maia (PSD) – 63,59%
Ribeirão do Largo: Rebinha (PP) – 54,41%
Rio de Contas: João Farias (PSD) – 100%
Rio do Antônio: Deca (PSD) – 51,43%
Rio do Pires: Vânio de Gildásio (PP) – 54,31%
Rio Real: Carroça (PP) – 51,97%
Rodelas: Geraldonho de Livino (PCdoB) – 71,54%
Ruy Barbosa: Cláudio Serrada (PSD) – 84,35%
Salinas da Margarida: Wilson Pedreira (PSD) – 61,04%
Salvador: ACM Neto (DEM) – 73,99%
Santa Bárbara: Professor Jailson (PT) – 49,43%
Santa Brígida: Gordo de Raimundo (PT) – 54,12%
Santa Cruz Cabrália: Agnelo (PSD) – 71,18%
Santa Inês: Professor Emerson (PT) – 54,40%
Santaluz: Quitéria de Jr. (PSD) – 50,9%
Santa Luzia: Guilherme (PSD) – 50,38%
Santa Maria da Vitória: Renatinho (PP) – 44,73%
Santana: Marcão (PP) – 60,52%
Santanópolis: Florin (PTC) – 58,45%
Santa Rita de Cássia: Romualdo (PP) – 52,16%
Santa Terezinha: Zé de Zila (PP) – 54,09%
Santo Amaro: Flaviano (DEM) – 51,80%
Santo Antônio de Jesus: Rogério Andrade (PSD) – 57,52%
Santo Estevão: Rogério (PT) – 65,20%
São Desidério: Zé Carlos (PP) – 68,33%
São Domingos: Izaque Júnior (PMDB) – 50,15%
São Felipe: Rozalio (DEM) – 56,93%
São Félix: Alex (PMDB) – 66,24%
São Félix do Coribe: Chepa Ribeiro (PP) – 55,30%
São Francisco do Conde: Evandro Almeida (PP) 91,17%
São Gabriel: Hipólito (PP) – 64,17%
São Gonçalo dos Campos: Carlos Germano (PP) – 52,32%
São José da Vitória: Jeová Nunes (PSL) – 64,44%
São José do Jacuípe: Erismar de Amadinho (PV) – 51,69%
São Miguel das Matas: Zé Renato (PP) – 39,27%
São Sebastião do Passé: Dr. Breno (PSD) – 42,82%
Sapeaçú: Jonival Lucas (PTB) – 100%
Sátiro Dias: Marivaldo Alves (DEM) – 54,08%
Saubara: Márcia de Bolinha (PTdoB) – 54,57%
Saúde: Sérgio Passos (PSDB) – 58,18%
Seabra: Fábio Lago Sul (Rede) – 67,94%
Sebastião Laranjeiras: Elton Oreia (PR) – 59,66%
Senhor do Bonfim: Carlos Brasileiro (PT) – 62,40%
Sento Sé: Ana Passos (PSD) – 55,13%
Serra do Ramalho: Ítalo Rodrigo (PSD) – 47,24%
Serra Dourada: Milton (PT) – 52,55%
Serra Preta: Aldinho (PTN) – 50,60%
Serrinha: Adriano Lima (PMDB) – 55,49%
Serrolândia: Gonçalves do Sacolão (PCdoB) – 59,54%
Simões Filho: Dinha (PMDB) – 59,33%
Sítio do Mato: Cássio Cursinho (PP) – 100%
Sítio do Quinto: Jair (PSD) – 57,72%
Sobradinho: Luiz Vicente (PSD) – 56,19%
Souto Soares: André (PTN) – 58,96%
Tabocas do Brejo Velho: Beto (PR) – 55,05%
Tanhaçu: Dr. Jorge (DEM) – 52,70%
Tanque Novo: Vanderlei Cardoso (PCdoB) – 53,16%
Tanquinho: Luedson (PTN) – 65,09%
Taperoá: Rosival Lopes (DEM) – 61,36%
Tapiramutá: Ju (PP) – 62,17%
Teixeira de Freitas: Temoteo (PSD) – 40,77%
Teodoro Sampaio: Bitinho (PR) – 45,24%
Teofilândia: Tércio Nunes (PDT) – 55,18%
Teolândia: Lázaro (PMDB) – 56,51%
Terra Nova: Neide de Paizinho (PDT) – 63,92%
Tremedal: Márcio Ferraz (PSD) – 51,33%
Tucano: Dr. Sérgio (PSD) – 54,24%
Uauá: Lindomar Dantas (PCdoB) – 58,93%
Ubaíra: Fred Andrade (SD) – 52,59%
Ubaitaba: Suka (PSB) – 50,56%
Ubatã: Simeia (PSL) – 56,14%
Uibaí: Birinha (PDT) – 52,94%
Umburanas: Roberto Bruno (DEM) – 57,50%
Una: Tiago de Dejair (PP) – 38,04%
Urandi: Dorival (PP) – 53,33%
Uruçuca: Fernanda (PT) – 91,38%
Utinga: Joyuson (PSL) – 55,41%
Valença: Ricardo Moura (PMDB) – 33,12%
Valente: Marcos Adriano (PSDB) – 53,61%
Várzea da Roça: Loury (PMDB) – 50,92%
Várzea do Poço: Carneiro (PCdoB) – 45,51%
Várzea Nova: Joãozinho (PSL) – 60,14%
Varzedo: Bahia (PSC) – 54,70%
Vera Cruz: Vinicius (PMDB) – 44,88%
Vereda: Dinoel (PR) – 54,14%
Wagner: Elter Bastos (PSL) – 53,30%
Wanderley: Fernanda Sá Teles (PP) – 50,94%
Wenceslau Guimarães: Kaká (PRB) – 59,62%
Xique-Xique: Reinaldinho (PMDB) – 57,16%