Cícero Monteiro, Chefe de Gabinete do Governador Rui Costa, em entrevista a Rádio Jacobina FM

A afirmação que a Secretaria de Saúde da Bahia deve concluir um levantamento nos próximos 15 dias indicando a operacionalização do Hospital Regional Vicentina Goulart, que permanece fechado ao atendimento via SUS, e o Hospital Antônio Teixeira Sobrinho, que teria uma nova função, podendo vir a se tornar uma unidade complementar a outra, foi feita pelo Chefe de Gabinete do Governador Rui Costa, Cícero Monteiro, em entrevista à Rádio Jacobina FM no início da tarde desta quarta-feira, 10.

Questionado sobre uma solução ao imbróglio que envolve o Hospital Regional fechado e que garantias há da possibilidade da reabertura do nosocômio, Cícero disse que "a SESAB está concluindo uma proposta de operação, em no máximo 15 dias, e vai sentar a SESAB, a Prefeitura de Jacobina, e Associação Jacobina de Assistência (AJA) e propor uma solução de operação das duas unidades hospitalares: tanto do Hospital Regional, e o Hospital Antônio Teixeira Sobrinho", enfatizou.

A notícia surgiu como uma surpresa para a população, pois havia a expectativa apenas para um desfecho positivo visando a reabertura do Regional, mas existe ainda este estudo para que o Antônio Teixeira cumpra um novo papel.

"Tem algumas possibilidades: vão ser dois hospitais gerais? Um será a maternidade, e o outro hospital geral? Qual dos dois seria a maternidade? Vamos transformar um deles em um grande hospital ortopédico? Então a SESAB, que sabe das necessidades da região no que toca a saúde, em no máximo 15 dias estará concluindo esta ideia da operação dos dois hospitais", disse Cícero.

Deve ser marcada nas próximas semanas uma nova reunião entre a Prefeitura de Jacobina, via Secretaria de Saúde, e representantes do Hospital Regional e o Governo do Estado para se chegar a um consenso.

Procurado se estas movimentações tinham a ver com a reaproximação do ex-prefeito Leopoldo Passos em apoio à reeleição de Rui Costa, Cícero Monteiro ratificou que as decisões não passam pelo viés do apoio político, mas sim do interesse entre as partes, mas não descartou que conversas tem acontecido com Leopoldo e sua esposa Valdice para que possam apoiar a possível candidatura de Rui Costa à reeleição.