PMDB, PSDB, PRB e PTB são algumas das siglas que devem querer espaço na majoritária de ACM Neto, que pode se lançar na disputa pelo governo do Estado/ Por Henrique Brinco, Tribuna da Bahia

Se o governador Rui Costa (PT) tem seis partidos disputando uma vaga na chapa majoritária, o prefeito ACM Neto (DEM) também não fica muito atrás: PSDB, PMDB e PRB são as principais legendas ávidas para indicar nomes fortes para caminharem ao lado do gestor soteropolitano. O deputado federal Jutahy Magalhães (PSDB) continua batendo o pé e ainda pretende sair ao Senado ao lado de Neto. “Eu defendo que o candidato da oposição seja o prefeito ACM Neto e trabalharei para isso. Tanto internamente, no PSDB, quanto fora, já externei a todos os meus colegas de todos os partidos que pleiteio vaga ao Senado”, afirmou ele à Tribuna, em julho.

O PPS e o PTB também devem pleitear, conforme seus líderes na Bahia, Arthur Maia e Benito Gama, respectivamente, já assinalaram em entrevista à Tribuna. O DEM é outro que não vai querer ficar de fora.

O ministro Antonio Imbassahy (PSDB) também pretende ter grande espaço na chapa, seja para o Senado ou até mesmo para o cargo vice. Apesar de afirmar aos quatro ventos que não pretende deixar a legenda tucana, ele pode se ver obrigado a migrar para o PMDB por causa da relação indigesta que mantém atualmente com aliados após manter o apoio incondicional ao Palácio do Planalto.

O PR, por sua vez, também é outra legenda que pode trocar de lado, deixando a base de Rui. O presidente da legenda na Bahia, deputado federal José Carlos Araújo, nega publicamente a possibilidade. Entretanto, a disputa por cada vez mais ofertas de cargos no governo potencializa cada vez mais os rumores de um possível desembarque. Só que no meio disso tudo, uma antiga aliança também quer atenção: o PRB. Em 2016, a legenda apadrinhada pela Igreja Universal brigou até os 45 minutos do segundo tempo pelo cargo de vice na chapa de Neto. Só que, desde o início do ano, já se sabia que o posto estava reservado para Bruno Reis (PMDB), amigo pessoal do prefeito.